top of page

Por que aprender uma segunda língua?





ABRINDO JANELAS


Quando iniciamos nossa jornada no aprendizado de um novo idioma, começamos um processo de abrir janelas. Pode até parecer abstrato, mas é o que acontece com aqueles que passam a absorver o mundo através de uma outra língua, esta que, por sua vez, reflete muito da cultura de seus falantes, expressando ideias e pensamentos de uma maneira diferente da nossa. É interessante pensarmos nestes diversos recortes culturais que influenciam nossas vidas, e como podemos expandir nossa mente quando nos deparamos e adentramos estas novas janelas, nos tornando pessoas cada vez mais ilimitadas. Ao aprender um novo vocabulário, nos percebemos nomeando as coisas como se fosse a primeira vez, “significamos” e “ressignificamos” tudo neste processo, passando a ter um novo olhar sobre os lugares, objetos e pessoas, como uma criança que acaba de nascer. Portanto, pode ser um jeito de iniciar e/ou desenvolver o autoconhecimento, entendendo melhor a organização de todas as coisas espalhadas pelo mundo, sendo vistas por milhares de ângulos.



DESENVOLVIMENTO PESSOAL E PROFISSIONAL


Aqueles que falam um segundo idioma, viajam com facilidade e se comunicam globalmente, tendo a oportunidade de experienciar trocas riquíssimas, de aprender com visões de mundo distintas e de se conectar com mais pessoas, adquirindo e transmitindo ideias. Tudo isso irá refletir no desenvolvimento pessoal e profissional da pessoa bilíngue, que além de exercitar suas capacidades intelectuais e vivenciar ao máximo os contextos multiculturais e internacionais, também irá ampliar seus contatos e negócios para fora de sua rede nacional. A globalização e os avanços tecnológicos têm transformado nossos meios de comunicação, facilitando nosso acesso e criando novos modelos de intercâmbio, o que faz com que a demanda por pessoas que falem um segundo idioma seja cada vez maior. Desta forma, é inegável que uma pessoa que fala, além do português, inglês e/ou espanhol, por exemplo, terá mais espaços e possibilidades a serem exploradas do que uma pessoa que não investe em um segundo idioma.



SAÚDE


Ao criarmos diálogos internos para relembrar como estruturar sentenças, acabamos prestando mais atenção no que queremos dizer e como dizer. Esta presença quase infantil e esta concentração, seja na escuta ou na fala, são extremamente importantes para nossa mente e precisam ser resgatadas. Além deste estado de foco e presença, a aquisição de um novo idioma faz com que nosso cérebro trabalhe de maneira diferente comparado a um cérebro que não seja bilíngue, isso ocorre por conta da maior atividade acontecendo no cérebro bilíngue, o que ajuda a atrasar doenças como Alzheimer e demência, pois fortalece a memória e a atenção, nos fazendo ter um cérebro muito mais saudável e ativo. Podemos também mencionar o fato de que falar uma outra língua pode ajudar as pessoas a terem mais autoestima e sentirem-se mais confiantes em contextos interpessoais, o que influencia diretamente em emoções positivas. Aprender uma nova língua pode ser um ótimo caminho para isso, nos permitindo novas expressões e interpretações sobre o mundo e ainda nos fazendo sentir mais segurança com nós mesmos e com os outros.


Escrito por Ludmilla Santana.



32 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page